sábado, 15 de outubro de 2011

VÍDEO VÍDEOS BETO RICHA EM ROLÂNDIA Nº 2 - CASAS POPULARES

VÍDEO VÍDEOS BETO RICHA NA OKTOBERFEST DE ROLÂNDIA

BETO RICHA NA OKTOBERFEST DE ROLÂNDIA



Beto Richa visita a festa, toma chop e conhece os  pratos típicos da cozinha alemã. Antes do jantar anuncia a construção de 763 casas populares em parceria com a prefeitura. TEXTO e  FOTO de JOSÉ CARLOS FARINA.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

VÍDEO VÍDEOS LONDRINA MOVIE FILMES By FARINA


                                    CLIQUE AQUI PARA VE-LOS

                                            FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

VÍDEOS DE MOUTAIN BIKE - BICICLETA - CORRIDA - SPEED


                              CLIQUE AQUI PARA VE-LOS

VÍDEOS DE CAVALGADAS - CAVALGADA - CAVALOS - CAVALEIROS - HORSES - RODEIO


                                 CLIQUE AQUI PARA VE-LOS

ROLÂNDIA - GOVERNADOR BETO RICHA VEM NA SEXTA-FEIRA PARA A OKTOBERFEST


GOVERNADOR E PREFEITO ANUNCIAM MAIS 783 CASAS EM ROLÂNDIA NESTA SEXTA, DURANTE A OKTOBERFEST



Pela primeira vez, um Governador do Estado do Paraná vai prestigiar a Oktoberfest de Rolândia. Nesta sexta-feira (14), o Governador Beto Richa, a convite do Prefeito Johnny Lehmann, vai estar na festa mais tradicional da cidade.
Além de saborear os pratos típicos da cozinha alemã, o governador e o prefeito assinarão contratos para a construção de novas moradias em Rolândia. Nesta oportunidade, os rolandenses serão beneficiados com 783 novas unidades.
No lote 1, localizado atrás do Residencial Itália, serão construídas 190 novas unidades habitacionais e no lote 2, localizado no Jardim Monte Carlo, 220 apartamentos.
No lote 3, localizado no Distrito de Nossa Senhora Aparecida (Bartira), o contrato prevê a construção de 30 unidades habitacionais e no lote 4, localizado atrás do Parque Industrial Roland, outras 343 casas.
A exceção dos apartamentos que são direcionados às famílias com renda de 2 a 6 salários mínimos, o restante será para quem se enquadra na faixa de 0 a 3 salários mínimos de renda.
A parceria é da Prefeitura de Rolândia com o Governo do Paraná, por meio da Cohapar e a Caixa Econômica Federal.
SERVIÇO – A presença do governador e da comitiva estadual está prevista para a sexta-feira (14), às 20 horas, no espaço Viva Viva da Oktoberfest.

VÍDEOS - CORRIDA - LONDRINA - SPEED - PROVA - STOCK CAR - DRIF - COMPETIÇÃO

                      CLIQUE AQUI PARA VE-LOS

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

VÍDEOS VÍDEO de ARAPONGAS - MOVIES - FILMES - CIDADE

VÍDEOS MOTO MOTOS MOTOQUEIROS MOTOCICLETAS MOTOCICLETAS MOVIES PARANÁ BRASIL BRAZIL

LONDRINA NO YOUTUBE - VÍDEOS E FOTOS


                      FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA
                    CLIQUE AQUI PARA VER OS VÍDEOS

OKTOBERFEST DE ROLÂNDIA 2011 - DESFILE É NA QUARTA



Em virtude das fortes chuvas no último domingo (9), foi cancelado o típico desfile da 24ª Oktoberfest de Rolândia.
O evento transferido para a próxima quarta-feira (12) acontecerá às 10 horas. Convide toda a sua família para esse evento festivo da cidade!  Ein Prosit! FOTO By JOSÉ CARLOS FARINA

TRENS HISTÓRICOS VENDIDOS A R$0,10 O QUILO - CRIME


Trem da RFFSA era vendido como sucata
09/10/2011 - Folha de S. Paulo
A CGU (Controladoria-Geral da União) vai investigar a venda de patrimônio da extinta RFFSA (Rede Ferroviária Federal) feita nos últimos anos no Brasil. Relatório da Polícia Federal mostra que um esquema montado em São Paulo desviou, como mera sucata, bens servíveis ou recuperáveis de alto valor.
Segundo a PF, a operação seria repetida agora pela Diretoria de Infraestrutura Ferroviária do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte). A controladoria disse que deverá abrir um Processo Administrativo Disciplinar para apurar o desvio de conduta de servidores que tenham participado da alienação irregular de bens da RFFSA.
Segundo a PF, que fez a denúncia à CGU, a transação envolve, além de agentes públicos, concessionárias de ferrovia, ferros-velhos e até siderúrgicas que teriam usado material ferroviário para a produção de vergalhões. Entre os bens estão trilhos, locomotivas, vagões e vários tipos de equipamentos pertencentes à RFFSA ou entregues à concessão no processo de desestatização.
A investigação da CGU pode abrir uma caixa-preta já identificada num inquérito volumoso -embora sigiloso- produzido pela Polícia Federal de Piracicaba (SP) e por agentes da Polícia Ferroviária Federal. Os prejuízos ao país podem ter sido de bilhões de reais, assim como os ganhos de grupos econômicos que podem ter sido beneficiados em soma similar com o destino ilegal desse tipo de material.
O nome das empresas envolvidas está protegido por determinação da Justiça. Até o momento, o Ministério Público Federal -que recebeu o inquérito policial- não ofereceu denúncia, embora já esteja de posse dos documentos há dois anos. (ISSO É ERRADO TEM QUE PRESTAR CONTA AO POVO QUE PAGA SEMPRE A CONTA)....
Desta vez, êxito
O delegado da PF de Piracicaba Carlos Fernando Lopes Abelha -responsável pela Operação Fora dos Trilhos, em 2008- entregou relatório com denúncia de novos leilões de bens com valores subavaliados, agora realizados pelo Dnit. A controladoria classificou o material como "farto" em documentação e com indicações fortes de que o modelo repetiria um esquema que permitiu "enriquecimento ilícito".
Esse alerta fez o ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, pedir ao Ministério dos Transportes a imediata suspensão do leilão. O ministro Paulo Sérgio Passos acatou a recomendação e determinou nova avaliação dos bens.
A CGU aguarda o resultado para ter informações que subsidiem o Processo Administrativo Disciplinar. A reportagem da Folha esteve num ramal ferroviário na cidade de Avaí, a 450 quilômetros de São Paulo, local onde repousam, há dez anos, 75 vagões do tipo Hopper. É parte do espólio da RFFSA que iria a leilão.
Como sucata, ao preço de R$ 0,50 o quilo, o material poderia ser negociado a cerca de R$ 10 mil. Como ativo ferroviário, um vagão de mesmo tipo custa até R$ 250 mil. A PF diz que vagões chegaram a ser vendidos a R$ 80, inferior ao preço do papelão.
"Os bens levados a leilão pelo Dnit podem ter sido avaliados com os mesmos critérios dos processos licitatórios anteriores, classificando bens servíveis (...) como sucata, (...) promovendo o enriquecimento ilícito de alguns envolvidos em detrimento do erário", afirma o relatório.

------------------------------------------------------------------
(Isso só acontece em Terrae Brasilis, essa turma toda deveria sofrer um novo AI-6 na pele para aprender a ser honesto com as coisas públicas)...
Já se fosse em Cuba ou na China, ou na antiga URSS iriam todos para o PAREDÃO. !!!
ESSE PAÍS NÃO É SÉRIO , e um absurdo só como podem tratar a coisa assim..... FAIXINA NESSA TURMA JÁ !!!